sábado, 12 de setembro de 2009

Divirto-me entre as marquises. Ah! Ilustre sonho, majestosa vontade, delirante saudade.


Equilíbrio desajustado, destino destraçado, distúrbio irrevogável.
Xícara de barro, café gotejante, queijo mineiro e um banquete inteiro a servir.
Creme sabor pêra, corpo livre, pele macia.
Um desejo incontrolável de saciar o que não se sacia.
Olhares e sentidos, sentidos sete vezes com todas as capas e cartas na mesa.

Ajustar duas balanças, traçar um caminho novo, desalinhar a sanidade.
Caixa mágica, silêncio inquietante, bolo de nuvem e suco de sonhos.
Geléia do sabor que quiser, vento frio, alma quente.
Uma saudade incontrolável do futuro presente.
Suposições e mãos dadas, dados de mil faces sem nenhum número a revelar.


Mas cá entre nós... Se te dissessem "ou a ponte ou as asas", o que escolheriam?

2 comentários:

A.L. disse...

muito bom seu blog alucinada
auhauuhah
segue o meu lá também
nao sou bom escritor como vc mais tento
ahuha
http://projetoaircraft.blogspot.com/

Paulo Henrique Motta disse...

o melhor!!!